top of page

É um braço da Apacd e atende pelo SUS ou particular sob prescrição dos profissionais da área de reabilitação. A equipe técnica, altamente especializada, é composta por ortopedista, técnico de órtese e prótese, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e psicólogo. A soma dessas especialidades torna a recuperação bastante segura, além de rápida e eficaz.
 

muleta axilar DSC_0801.png

MULETAS AXILAR

Antes eram mais pesadas, feitas em madeira. Atualmente são muito leves e fabricadas em alumínio. São os modelos mais tradicionais e atendem diversos tipos de necessidades.

andador DSC_0809.png

ANDADOR DE ALUMÍNIO

Suporte externo para deambulação. Substituem as muletas nas fases iniciais de marcha. Os modelos triangular e recíproco são prescritos de acordo com a necessidade de cada paciente.

cadeira de banho DSC_0810.png

CADEIRA DE BANHO

É muito útil e versátil e pode ser acoplada ao vaso sanitário para não precisar transferir a pessoa para o vaso diversas vezes ao dia, e oferece a possibilidade de dar banho no corpo inteiro (sob o chuveiro), sem precisar levantar, entre outras necessidades.

prótese transfemural DSC_0786.png

PRÓTESE TRANSFERMURAL

Próteses modulares com a conexão da articulação do joelho com o pé realizado por tubos e adaptadores. Esses tubos poderão ser em aço, titânio ou fibra de carbono. A escolha dos componentes dependerá das condições do coto, estado físico, idade do paciente, peso, altura e grau de atividade física. O soquete poderá ser quadrilateral com apoio isquiático ou de conclusão do ísquio. A suspensão será feita por válvula de sucção, podendo ser associada ao cinto silesiano.

dennis braw DSC_0836.png

DENNIS BRAW

Para pacientes portadores de lesão ligamentar do joelho, sob tratamento conservador ou na convalescença pós-cirúrgica. Permite mobilidade ativa com restrição graduável nos graus de extensão e restrição completa das rotações.

muleta canadense DSC_0805.png

MULETAS CANADENSE​​

Ficam entre as axilas, dão mais segurança e estabilidade ao paciente. As muletas canadenses são bem leves e permitem que o paciente mantenha as mãos mais livres, uma vez que existe um suporte para o antebraço que segura a muleta mesmo quando se solta a mão dela.

cadeira de rodas DSC_0813.png

CADEIRA DE RODAS

Para a pessoa com dificuldade de locomoção e que não consegue caminhar, seja por necessidade ortopédica, neurológica, perceptual, sensorial, bem como na redução desta mobilidade, por causa da idade avançada (indivíduo idoso).

prótese transbitial DSC_0800.png
prótese transbitial DSC_0795.png

PRÓTESE TRANSTIBIAL

Com apoio no tendão patelar. Suspensão com correia supra-condileana ou coxal, sendo esta última indicada para cotos curtos ou com fraqueza do quadríceps.

órteses suropodálicas DSC_0826.png
órteses suropodálicas DSC_0823.png
órteses suropodálicas DSC_0820.png

ÓRTESES SUROPODÁLICAS

Suporte externo para deambulação. Substituem as muletas nas fases iniciais de marcha. Os modelos triangular e recíproco são prescritos de acordo com a necessidade de cada paciente.

elevação para calçados DSC_0827_edited.png

ELEVAÇÃO PARA CALÇADOS

O calçado anatômico tem uma elevação que ajuda a corrigir a postura do pé.

PALMILHAS

Também conhecida como órtese ortopédica, o uso de palmilha ortopédica é recomendado para tratar dores que limitam a perfeita locomoção. A principal função desse modelo é corrigir aspectos funcionais ou estruturais do sistema neuro musculoesquelético, cuidando da saúde dos pés, tornozelos e joelhos.

palmilhas DSC_0844 100px_edited.png

OFICINA ORTOPÉDICA

bottom of page